Você está acostumado a abastecer seu carro com álcool combustível, ou etanol, pagando R$ 0,94 e de repente o preço do litro já está R$ 1,19. O que aconteceu? Isso é resultado da chegada da entressafra, onde a oferta de álcool é menor e as usinas paulistas já começam a reajustar os preços do produto.

O varejo acompanha a elevação e também já coloca novos valores para o combustível nas bombas, informa reportagem deste sábado da Folha de São Paulo. Ontem, o Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, mostrou novas altas para o álcool na semana, de 8,62% para o anidro e de 4,3% para o hidratado. No mês, as altas acumuladas nas usinas são de 26,3% e de 27,6%, respectivamente.

Pesquisa semanal da Folha aponta alta de 8,9% nas bombas dos postos da capital paulista neste mês. Só nesta semana, o reajuste foi de 4,5%. Nas contas de Plinio Nastari, da Datagro, empresa especializada no setor sucroalcooleiro, o consumidor de São Paulo deve se preparar para pagar valores médios de R$ 1,50 por litro na bomba.

Fonte: Folha de São Paulo