Volkswagen Golf Tech 2009

O lançamento da linha 2009 da Volkswagen do Brasil traz novidades: o motor EA 111 VHT nas opções 1.0 e 1.6 Total Flex, a chegada de duas novas séries especiais – Fox Extreme e Golf Tech –, além de opções diferenciadas para quem procura modelos com alto nível de equipamentos e visual esportivo.

A Volkswagen do Brasil revisou ainda a oferta de equipamentos de série de cada modelo, acrescentando novos itens sem aumento de preços. A lista de opcionais também cresceu. E, nela, o grande destaque é a nova linha de rádios: são três opções que podem equipar da versão básica do Gol ao modelo mais sofisticado do Golf, oferecendo interatividade e a mais alta tecnologia em som disponível no mercado.

Ainda em interatividade, o novo I-System, ou Sistema Interativo Volkswagen, passa a ser oferecido nas linhas Polo e Golf. Com um toque, o motorista pode conferir numa tela do painel de instrumentos, conectada ao seu rádio, informações como alerta de velocidade máxima (estipulada por ele), avisos de manutenção e revisão do veículo ou detalhes do consumo de combustível. O sistema permite ainda a customização do carro – o motorista escolhe funções como o acionamento remoto dos vidros, do sensor de estacionamento ou ainda o idioma de interação com seu veículo.

“Mais uma vez, estamos mostrando que as preferências e os desejos do cliente é que comandam nossas decisões”, diz o presidente da Volkswagen do Brasil, Thomas Schmall. “Nunca houve tantas modificações num único lançamento de ano-modelo da Volkswagen do Brasil.”

Ainda como novidade da linha 2009, a Volkswagen do Brasil está reformulando a oferta de seus modelos, buscando facilitar a escolha do cliente. “Estamos alterando alguns nomes e estendendo outros, como Trend ou Surf, a mais modelos, de forma a tornar a sintonia entre eles ainda maior”, explica Fabrício Biondo, gerente executivo de Planejamento de Marketing. “Agora, está mais fácil optar por um Volkswagen.”

Novos motores VHT oferecem mais torque

A nova linha de motores EA 111 VHT privilegia o ganho de torque, e foi aprovada pelo cliente em clínicas realizadas pela Volkswagen do Brasil. O projeto também envolveu modificações nas relações da transmissão, ou seja, os motores 1.0 e 1.6 ganharam em economia de combustível, enquanto o nível de emissões de poluentes caiu. Para quem dirige, a a sensação é de que o prazer aumentou, graças às respostas imediatas dos novos propulsores.

O motor 1.0, que equipa a versão de entrada do Fox, passa a oferecer 9,7 mkgf de torque a 3.850 rpm com gasolina e 10,6 mkgf com álcool no mesmo nível de rotações, respectivamente 0,2 e 0,8 mkgf a mais do que a motorização anterior. Outro detalhe importante é que, anteriormente, o pico de torque era atingido em giros mais altos: 4.300 rpm.

Já a opção 1.6, que passa a sair de fábrica no Fox, CrossFox, Polo, Polo Sedan e Golf, gera 15,4 mkgf de torque a apenas 2.500 rpm com gasolina e 15,6 mkgf com álcool no mesmo nível de rotações, exatamente 1,1 mkgf a mais (nos dois casos) do que era proporcionado pelo antigo projeto, que tinha o pico de torque sendo atingido em 3.250 rpm.

Fonte: Volkswagen do Brasil