Em fevereiro de 2009 a Citroën anunciou o nascimento de uma nova linha de produtos: a DS. Ela demonstrava uma faceta do que é uma verdadeira reinvenção da marca, simbolizada por sua nova assinatura: Créative Technologie. Como complemento à gama principal da Citroën, a linha DS oferece uma opção mais radical para os clientes que buscam desfrutar do estilo, da arquitetura, das sensações e requinte.

Um ano depois, e com o DS3 nos showrooms da marca na Europa, a Citroën passa a uma nova etapa na evocação do futuro desta linha com o conceito DS HIGH-RIDER. Uma visão moderna do dinamismo que coloca a compacidade como valor fundamental e abre as portas a novos usos, a um novo prazer automotivo e ao enfoque tecnológico inovador que se baseia, principalmente, no trem de força “Full Hybrid” diesel.

Linha DS: um trajeto que continua em um novo mundo

Com o DS HIGH-RIDER, a Citroën claramente se mantém fiel à filosofia da linha DS de produtos fortes, tanto em estilo quanto em arquitetura. Sem negar o charme dos cupês tradicionais, a Citroën inventou esse conceito com outras formas de expressar o dinamismo do carro. Expressões menos restritivas e menos exclusivas, mais adaptadas às condições de rodagem de nossa época, destilando um renovado prazer em dirigir.

Contrariamente aos cupês de 4 lugares bastante longos e baixos, o DS HIGH-RIDER assina um dinamismo em compacidade e musculatura. A silhueta do DS HIGH-RIDER, combinada à sua altura, reforçam de fato o compacto, reforçando ele mesmo a percepção de dinamismo.

Este dinamismo visualmente sugerido, se traduz ao volante por sensações únicas, graças à combinação dos seguintes elementos:

– pára-brisa que vai até o teto;
– arquitetura interna concebida em função dos ocupantes para
– transmitir estabilidade e solidez;
– ligações ao solo que se beneficiam dos conhecimentos da marca para
– garantir sensações dinâmicas e dirigibilidade no melhor nível.

Um estilo que incorpora uma nova visão

Como se inspira diretamente nos valores que carrega, o estilo do DS HIGH-RIDER foge aos clichês para fazer nascer uma forma inédita, radicalmente moderna e naturalmente elegante. O DS HIGH-RIDER não exprime o
dinamismo, nem a versatilidade: sua linha é o reflexo vivo e puro deles.