A terceira geração do Honda CR-V se consolida cada vez mais no mercado automotivo nacional. Em julho, o crossover atingiu a marca de 1.666 unidades emplacadas, o que significou um novo recorde mensal de vendas do modelo no Brasil.

O número supera o recorde anterior que havia sido registrado em março deste ano, quando contabilizou 1.647 unidades. O ano de 2010, aliás, vem sendo expressivo para o Honda CR-V que é comercializado nas versões 4×2 e 4×4. Atingiu 8.702 unidades emplacadas no acumulado entre janeiro e julho.

Esses resultados mostram um carro que, sem dúvida, caiu no gosto do público brasileiro. Desde o início da importação para o Brasil, em 2000, o consumidor recebe um modelo inovador. Na primeira geração, por exemplo, o Honda CR-V foi apresentado, entre outros atrativos, com a suspensão Double Wishbone, que possibilita uma pilotagem suave nas mais variadas situações.

Dois anos depois desembarcava no Brasil a segunda geração, com um motor 2.4l, que representava uma evolução do propulsor anterior, era totalmente feito em alumínio e tinha a tecnologia i-VTEC. Em 2007, a terceira geração recebe uma ‘nova cara’. Seu design ganhou formas arredondadas, e o veículo recebeu outros itens de conforto e segurança.

Já 2008 pode ser considerado como divisor de águas para o modelo no país. À época, teve início a comercialização da versão 4×2, que se juntou a já conhecida 4×4. O objetivo da Honda era ampliar ainda mais sua participação no segmento de utilitários de uso urbano. Até hoje, suas duas versões estão entre as mais vendidas da categoria.